1998: Pela primeira vez um show no Brasil; pela primeira vez uma coletânea | U2 Brasil
27 de fevereiro de 2016 · Especial U2 40 Anos
1998: Pela primeira vez um show no Brasil; pela primeira vez uma coletânea
Postado por VictorRuyz

O U2 ingressa ao Brasil pela primeira vez, em terras cariocas (visitariam os paulistas também, no mesmo mês, nos dias 30 e 31).

Seriam, respectivamente, os primeiros shows da última leg da turnê.

“Não tenho nenhum motivo de marketing para dizer isso, mas sempre tive vontade de tocar no Brasil. Desde meus 17 anos, quando formamos o U2, algo sempre me levou em direção a esse país, porém nunca havia conseguido chegar nele, mas agora… Sinto que serão shows diferentes, especiais para nós.”
– Bono

A princípio, o show no Rio de Janeiro estava programado para ocorrer no Maracanã, mas de última hora o local do espetáculo mudou e ocorreu no Autódromo de Jacarepaguá (Nelson Piquet). Uma das possíveis causas de tal alteração se deu à estrutura do estádio, que supostamente não tinha condições de receber todo o equipamento necessário usado pela banda para montar seu palco. Tal mudança frustrou tanto os integrantes da banda quanto Paul McGuinness. O show não foi cancelado apenas pela quantidade enorme de ingressos que já haviam sido vendidos.

Tal acontecimento gerou um congestionamento caótico que entraria para a história como o maior engarrafamento da cidade até então.

Outro problema foi a marca Skol (uma das patrocinadoras dos shows) ter feito um comercial com uma banda cover, sem permissão alguma, se passando pelo U2.

Na hora do show, tais pontos negativos foram deixados de lado, e o público vibrou com Bono declarando “ah, eu to maluco!” e pedindo para ganharmos a Copa do Mundo pela Irlanda, e com a escola de samba Salgueiro participando durante a apresentação de “Desire”. O vocalista viria a agradecer à paciência dos fãs pelos ocorridos.

Dias depois, em São Paulo, a banda viria a surpreender uma plateia de 75 mil pessoas ao inserir “Bad” (pela primeira vez na turnê) no setlist. No show seguinte, os paulistas ficariam com “All I Want Is You”.

A banda partiria então para o país de nossos hermanos que, assim como nós, também viam um show do U2, de perto, pela primeira vez. A banda tocaria, no primeiro dos três shows, a canção “Mothers of The Disappeared”. Também levariam ao palco, as “Madres de Plaza de Mayo” (as mães de crianças desaparecidas nos eventos fatídicos que inspiraram a composição da música).

Seguiriam com o itinerário da tour até chegarem finalmente em Março, mês onde visitariam o Japão, e depois seguiriam para a África do Sul. Também lhes fora a primeira vez por lá.

No show de despedida, em Johannesburg Stadium, foi a última vez, até então, que tocaram as canções “Mofo”, “Last Night On Earth” e “If You Wear That Velvet Dress” ao vivo.

“It’s not the last night on Earth. It’s last night of Popmart”.

No fim daquele ano a banda regravaria “The Sweetest Thing” e a lançariam como single. Um mês depois, em Novembro, estava pronta a primeira coletânea da banda, “The Best of 1980-1990” – uma edição especial limitada seria lançada na semana anterior, e trazia B-sides de tal período. Além das canções, a banda traria de volta Peter Rowen – o garoto de “Boy” e “War” -, para ilustrar a capa do álbum.

O sucesso de “The Best of 1980 – 1990” seria evidenciado pelos diversos charts onde a banda, como de praxe, ficaria em primeiro lugar.

The temperature is rising
The fever white hot
Mister I ain’t got nothing
But it’s more than you’ve got
These chains no longer bind me
Not the shackles at my feet


Compartilhar notícia