Adam explica o motivo de não terem continuado a turnê antes
Adam explica o motivo de não terem continuado a turnê antes
13 de novembro de 2019
Adam explica o motivo de não terem continuado a turnê antes
Rubens
Newsposter e colunista do U2 Brasil

24 meses após o encerramento da turnê comemorativa de 30 anos do álbum The Joshua Tree, os irlandeses do U2 retomaram a turnê do álbum lendário, porém desta vez somente na Oceania e Ásia. Auckland, na Nova Zelândia, foi a cidade de estreia, com shows nos dias 08 e 09 de novembro, no Mt. Smart Stadium. Em entrevista para o jornalista Nik Brown no programa The Morning Sound da Radio Show, o baixista da banda, Adam Clayton, explicou as razões pelas quais a banda decidiu retomar com a turnê dois anos depois.

"A razão pela qual não continuamos com a turnê foi porque deveríamos lançar um novo álbum e fazer uma outra turnê com 'Songs of Experience', então não poderíamos sair fora do caminho, e agora aqui estamos."

Clayton relembrou a história com o neozelandês Greg Carroll, roadie da banda por poucos anos da década de 80, que morreu em um acidente de moto em Dublin, em 1986. "Nós estivemos aqui em 1984, foi a primeira vez da banda aqui, e tinha este jovem na produção local do show, ele era tão carismático, prestativo e dedicado, e quando terminamos a turnê aqui, nós perguntamos 'podemos ter ele conosco?' e assim foi como Greg apareceu em nossas vidas". Um ano antes do álbum The Joshua Tree sair, Adam lembrou do falecimento do amigo, e, desde então, contou que a música "One Tree Hill" é dedicada a ele.

O hiato com a Oceania foi de 9 anos. A última vez que a banda esteve na Nova Zelândia foi em 2010, ainda pela 360º Tour, pelo álbum "No Line On The Horizon". De lá pra cá, os irlandeses lançaram dois novos álbuns e fizeram três turnês, dentre elas a própria The Joshua Tree, comemorativa 30 anos, que passou pelas América do Norte, Central e do Sul, além da Europa. "Não viemos pra cá com as turnês do Songs of Innocence e Songs of Experience. Para nós é até engraçado tocar músicas novas após a turnê The Joshua Tree. Espero que gostem".

Adam Clayton relembrou os últimos acontecimentos na América do Sul, sobretudo no Chile, país que é tema da música "Mothers of the Disappeared", que encerra o lendário álbum. "A última música do álbum é sobre os acontecimentos do Chile naquela época, e agora mesmo, neste momento, está havendo prisões no Chile de novo. Muitos países sul-americanos estão se rompendo, e é uma parte do mundo muito especial", realçou o baixista. "É muito triste que as pessoas ainda lutem por justiça", lamentou.

Ao encerrar a entrevista, Adam Clayton afirmou que a banda vai tirar o pé do acelerador, mas promete trabalhar em coisas novas. "Tem muitas coisas acontecendo, temos alguns planos para o próximo ano, coisas que queremos fazer, e não necessariamente tem ligação com lançar novo álbum, mas eu não acho que estamos com a intenção de parar e sair dos palcos", finalizou.

Ouça a entrevista completa aqui.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
avatar
  Inscrever-se  
Notificar-me de
Notícias relacionadas
U2 lança novos remixes com DJs indianos
Tóquio, Japão – 05/12/19
05 de dezembro de 2019
Tóquio, Japão – 04/12/19
04 de dezembro de 2019
SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS
SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS
parceiros
apoio
ouça a rádio oficial
CONTRIBUA COM O NOSSO PROJETO. CLIQUE AQUI PARA SABER COMO.
© 2006-2019 U2 Brasil PROJETO GRÁFICO: NACIONE™ BRANDING Special thanks to Kurt Iswarienko and Paul White (Photography)