As 10 melhores performances da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour, leg 1 | U2 Brasil
As 10 melhores performances da eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour, leg 1
VictorRuyzPostado por VictorRuyz

10 – Staring At The Sun

Um grandioso retorno! A banda sempre diz que as músicas de seus setlists precisam se encaixar em um contexto geral. Isso parece ser verídico, se levarmos em conta que a experiência de envelhecer pode ser comparada a encarar o sol. Uma audaciosa e bela sensação, que pode causar efeitos colaterais. Amadurecer é também observar detalhes não vistos outrora, ver sujeira onde só havia beleza. Ver problemas onde só havia luz. Perceber tais problemas. Preferir estar cego.

(Seria melhor ainda se fosse versão full band. Mas né…)

09 – Lights Of Home

Um dos grandes destaques dessa tour foi a quantidade de músicas do novo álbum. A primeira a aparecer em nossa lista é “Lights Of Home”, que mostra uma faceta mais descrente de Bono. Ou, ao menos, uma fé abalada. Uma fé menos incondicional. Menos cega.

08 – Get Out Of Your Own Way

Single que recebeu um videoclipe de qualidade contraditória (e não estamos nos referindo ao teor político, mas a aspectos técnicos), mas que ao vivo funcionou muito bem (com destaque para a produção técnica do telão). Nos faz indagar por qual motivo o U2 não tem trabalhado com tanto capricho em seus clipes quanto o faz com seus concertos/telões. Refrão para ser cantado em voz alta por toda a plateia. Canção para incentivar o lado acomodado a se mexer. Comodismo, um dos vilões advindos do passar do tempo.

07 – American Soul

Outra parte do show na qual questionamos o citado acima. American Soul é uma faixa de “Songs of Experience” que pode enjoar, mas que na turnê traz uma energia extra. Bono se apaixonou, de fato, por megafones. A idade avança, os gostos ficam peculiares.

06 – Pride (In The Name Of Love)

Um dos pontos altos de toda nova turnê do U2 são as mudanças, por vezes singelas, que fazem em suas músicas. Dessa vez, a mudança foi bem notável. A nova introdução de “Pride” consegue criar uma expectativa e ansiedade que não existia antes – chegávamos logo na cereja do bolo.

05 – Who’s Gonna Ride Your Wild Horses

Outra pérola dos anos 90 que reapareceu. Infelizmente, só no primeiro show da turnê. Mas foi memorável. Cabe a nós indagar a nós mesmos o questionado no título da canção. Nosso lado juvenil e inocente encarando a versão adulta e selvagem.

“Baby, can we still be friends?”

Podemos ainda ser amigos do nosso eu pueril e sonhador?

04 – Red Flag Day

Ritmo e melodia nostálgicos. Voltamos aos anos 80. O U2 volta ao início de sua carreira e parece se divertir com isso. Divertimo-nos juntos.

03 – The Blackout

Um show sonoro e visual. Produção impecável. Sincronia perfeita. Praticamente um alucinógeno.

02 – Love Is Bigger Than Anything In Its Way

Uma das melhores canções do álbum novo. Melhor singalong produzido pelo U2 nos últimos anos. Canção de pai para filho. O ápice da experiência.

01 – Acrobat

E por falar em experiência, esta trouxe juízo ao quarteto irlandês. Finalmente tocaram essa relíquia.

Refletimos: Temos a oportunidade de fazer tanta coisa boa, por que procrastinamos tanto? A procrastinação de Acrobat terminou.

“Dont believe what you see.
Dont believe what you hear.
If you just close your eyes
You can feel the enemy.”

Podemos ser nosso próprio inimigo.

Derradeira constatação adulta.

Menções honrosas:

Love Is All We Have Left. 

Puramente um playback, por isso não poderia constar na lista. Música para abrir o show. Mas é maravilhosa.

13 (There’s A Light).

Pelo contexto que carrega e toda a referência com a turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE.

Lembra-se das 10 melhores performances da iNNOCENCE + eXPERIENCE Tour? Clique aqui.


Compartilhar notícia

  • 99
  •  
  •  
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
DAGOU2 Recent comment authors
  Inscrever-se  
mais novos mais antigos mais votados
Notificar-me de
DAGOU2
Visitante
DAGOU2

Para mim a número 2 e a melhor do disco experience