Bono e Edge participam de festa de audição em Los Angeles | U2 Brasil
29 de novembro de 2017 · Songs of Experience
Bono e Edge participam de festa de audição em Los Angeles
Postado por Rômulo

“São boas músicas, não são?” Bono disse orgulhosamente a um grupo de cerca de 75 a 100 fãs que tinham acabado de ouvir todas as faixas de “Songs of Experience” em uma festa de audição em Los Angeles na noite de segunda-feira.

A resposta, claro, foi uma salva de palmas de uma multidão: os fãs ansiosos que ganharam a chance de estarem lá, principalmente através de concursos de rádio.

Chamado de “U2: An Experience Of Songs”, o evento teve lugar no Voila! Creative Studio em Los Angeles. Os participantes, que não sabiam onde o evento seria até que fossem levados para lá, encontraram-se no Hotel Hollywood Roosevelt e pegaram um ônibus para a festa.

Durante a primeira hora, aperitivos e bebidas foram servidos, e o disco completo foi tocado do início ao fim. O espaço foi decorado em toda a parte com fotos e capas de revistas de toda a carreira do U2, juntamente com antigas coisas efêmeras literárias.

Guy Oseary, em seguida, falou por alguns minutos, sobre crescer sendo fã da música da banda, com comentários sobre o quanto o U2 ama seus fãs. Ele então apresentou Bono e Edge, que se sentaram em cadeiras confortáveis com a foto da capa do álbum atrás deles. A dupla brincou um pouco antes de responderem as perguntas enviadas para eles, lidas em um iPad. As perguntas eram variadas, desde “Songs of Experience”, filantropia e setlists de shows.

A primeira pergunta foi sobre a história que o U2 estava tentando contar com “Songs of Innocence” e “Songs of Experience”, e como essa narrativa evoluiu nos últimos meses.

Bono disse que escrever “Songs of Innocence” foi muito mais fácil – concentrando-se nos lugares e experiências que formaram a banda – do que escrever sobre a “abstração da experiência” e perceber que “você não aprendeu nada” e “teve que desaprender muito”. “Songs of Experience”, disse ele, estava “lidando com a forma como nos tornamos mais mundanos, gostemos ou não”.

Edge compartilhou o tipo de música que ele ouve, a fim de capturar seus espíritos: “Os álbuns e artista que eu ouço na maioria são de Bob Marley”, disse ele, descrevendo a música de Marley como “real” e “insanamente edificante”. Ele e Bono cantaram um trecho de “Redemption Song”.

Edge e Bono responderam então à pergunta: “Se você pudesse ser qualquer outro membro do U2, qual seria?” Edge escolheu Larry. Bono disse que gostaria de ser Adam, em parte porque ele usaria robes o tempo todo.

Outro fã perguntou quais músicas ainda não chegaram ao set ao vivo do U2. Edge disse que a banda é “bastante brutal” e as músicas têm que “ganhar” o caminho para o palco. “Nós somos muito duros com nós mesmos, muito inseguros”. Bono brincou dizendo que os sentimentos da banda ficam feridos quando muitas pessoas vão ao banheiro ou compram camisetas durante músicas menos familiares em concertos.

Ele então ficou sério e disse: “Nós não estamos tocando as músicas, estamos tocando a noite que nos foi oferecida”. A banda, disse ele, tenta criar “catarse” e “transcendência, para nós mesmos e nosso público.”

Fonte: Atu2


Compartilhar notícia