Bono e The Edge sobem ao palco no Canada Day | U2 Brasil
2 de julho de 2017 · Bono · The Edge
Bono e The Edge sobem ao palco no Canada Day
Postado por Thiago Dos Santos
canadaday

“Quer você tenha acabado de chegar da Síria ou suas raízes são milenares, essa é a sua casa, e somos convidados gratos por estarmos aqui, ” disse Bono, enquanto The Edge começava a tocar os acordes iniciais de One.

“Quando outros constroem muros, vocês abrem as portas. Quando outros dividem, seus braços estão abertos. Para onde vocês guiam, os outros seguem, e essa é a real razão de estarmos aqui hoje. Obrigado pelo país que vocês continuam a construir. “Os dignitários Príncipe Charles e Camilla, além do Governador Geral e o primeiro ministro, foram escoltados ao longo da plateia ao som da banda Boogey The Beat, então foram serenados por Buffy Sainte-Marie, que deixou o palco para falar diretamente do seu coração para os convidados que estavam sentados.

“Estamos aqui no limite, ” ela disse, e então citou a letra da canção Carry It On, com sua mensagem universal que se aplica a ecologia, a economia e ao governo.

“Então se animem e cuidem da sua ligação com a vida. ”

Os roqueiros do U2 pareciam sentir o espírito de celebração, apesar da leve chuva, que levou Bono a dizer, “Vocês podem culpar os Irlandeses. ”

Ele brincou que ele e The Edge possuem um trabalho por fora “tocando em casamentos, funerais, bar mitzvahs, mas essa é a nossa primeira festa de aniversário de 150 anos. ”

“Os Irlandeses tem sido bem recepcionados aqui por centenas de anos, da fome na qual muitos foram refugiados, até hoje quando chegamos por escolha, ” ele disse, citando também “startups geniais e (em torno) de 17.000 pubs Irlandeses. ”

Uma singela versão acústica de One possuía uma mensagem poderosa para aquele dia, com muitas conversas de reconciliação ocorrendo a alguns metros dali em um local onde ocorria um protesto indígena, onde protestantes haviam se ajoelhado e levantado seus punhos momentos antes, durante O Canada e God Save the Queen.

Bono e Edge cantaram sobre pedir perdão e trazer o passado “para a luz.”

“Somos um, mas não somos os mesmos. Temos que carregar um ao outro, carregar um ao outro.”

Fonte: Ottawa Citizen


Compartilhar notícia