Bono fala sobre o próximo álbum em podcast com Hozier | U2 Brasil
12 de outubro de 2019 · Ativismo · Bono · Novo álbum · Songs Of Ascent
Bono fala sobre o próximo álbum em podcast com Hozier
RômuloPostado por Rômulo

O cantor irlandês Hozier criou em colaboração com a Global Citizen o Podcast “Cry Power”, uma série de podcasts que trará o astro falando com músicos, artistas, escritores e ativistas sobre como agir e mudar o mundo.

“Achei a criação do podcast ‘Cry Power’ esclarecedora e inspiradora. Sentar-me com pessoas pelas quais tenho tanta admiração e ouvir as histórias de como elas tentaram fazer uma mudança no que estava disponível tem sido encorajador e edificante”, diz Hozier.

Simon Moss, co-fundador da Global Citizen, comentou:

“A Global Citizen está extremamente orgulhosa de fazer parceria com Hozier para encontrar maneiras novas e empolgantes de iniciar uma conversa sobre os Objetivos Globais para o Desenvolvimento Sustentável e inspirar mais pessoas a se unirem ao nosso movimento para acabar com pobreza extrema. 2020 é um ano vital para alcançar essa missão, faltando apenas 10 anos para atingir nossa meta, e não podemos agradecer o suficiente a Hozier por ajudar a conduzir as ações necessárias para apoiar as pessoas mais vulneráveis ​​do mundo”.

No segundo episódio da série, Bono sentou-se com Hozier durante cerca de uma hora para falar sobre ativismo, política, família, os objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e o futuro do U2.

Quando perguntando sobre os seus próximos planos e da banda, Bono comentou:

“Nós temos este bonito e extático álbum chamado ‘Songs Of Ascent’. Não sei se terminaremos em breve ou isso levará uma eternidade. É sobre os Salmos 15, nomeados após os 15 passos, da Câmara das Mulheres ao Templo de Jerusalém. Estou obcecado com… o Rei David. Ele era uma espécie de figura interessante. Ele era brutalmente honesto com Deus em todos os momentos. Eu adoraria fazer isso (álbum)”.

“Mas também adoraria fazer um álbum simples e foda de rock and roll com essa banda, porque, nesta última turnê, eles chegaram a um lugar – eles (Edge, Adam e Larry) já estiveram lá antes – acho que sempre tiveram grandeza dentro deles. Eu senti que tinha conseguido isso nessa última turnê. E houve momentos no palco circular, chamado palco E na turnê Experience + Innocence, que eles tocaram algumas coisas poderosas e eu adoraria encontrar músicas que pudessem conter esse fogo”.

O vocalista também falou sobre o papel da (RED), a campanha (ONE) e suas experiências na África e na América Central. Ele pediu para as pessoas aprenderem sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e a selecionar um desses objetivos para trabalhar.

Ele citou a mudança climática como a maior crise que o mundo enfrenta hoje, dizendo que “temos que reiniciar o capitalismo… não teremos isso sem uma mudança no comportamento do consumidor. Tem que haver uma mudança consciente”.

Bono também lembrou como John Lennon desempenhou um grande papel em seu desenvolvimento como artista e ativista, recordando-se de quando ele morava na Cedarwood Road durante sua infância, quando ele disse: “O mundo é mais maleável do que você pensa. Você pode chutá-lo ou acariciá-lo, não precisa aceitá-lo como ele é”.

As ideias de Bono sobre ativismo também foram estimuladas por Bob Dylan e Woodie Guthrie. Quando perguntado sobre como ser um artista ajudou seu ativismo, Bono tocou na ideia de contar histórias e como é essencial criar uma narrativa. Ele falou sobre como isso ajudou na campanha para prevenir e acabar com o HIV/AIDS, e para fornecer medicamentos anti-retrovirais para as pessoas que vivem na África.

Ele disse que as realizações que mais sente orgulho são o U2 e sua longevidade, sua família, o cancelamento de $99 bilhões em dívidas africanas e o acesso universal a medicamentos anti-retrovirais para combater a AIDS.

Você pode ouvir o episódio completo a seguir:

Fontes: Atu2 e UDiscoverMusic


Compartilhar notícia

  •  
  • 5
avatar
  Inscrever-se  
Notificar-me de