Duelo de B-sides #1 | U2 Brasil
13 de janeiro de 2017 · Duelo de B-sides
Duelo de B-sides #1
Postado por VictorRuyz
duelobsidesfinal3

A discografia do U2 é de uma qualidade imensa. Disso já sabemos.

Tão grande é essa qualidade que uma carreira inteira – e uma carreira de sucesso! – poderia ser feita só levando em conta os B-sides que esse quarteto já criou. Ao longo dos anos, o U2 sempre deixa algum material guardado no armário, ou dá menos atenção a algum outro conteúdo. Por vezes, a música em questão é tão boa que chega a ser pecado não ter aparecido em uma tracklist de algum álbum.

Baseados nisso, resolvemos criar um meio por onde será criado um contato com esses B-sides.

Aliás… tudo que não seja de tracklist oficial dos álbuns da banda entrará como parte do duelo. De fato, o lado ‘B’ do U2 – que, convenhamos, muitas vezes também é ‘A’. Tanto as “sobras” de estúdio quanto os “B-sides” oficiais.

Todo mês haverá um duelo diferente. Vocês poderão escolher e votar na sua música favorita.

Postaremos a vencedora também no Facebook, com letra e breves informações a respeito.

Para começar, deixemos aqui a letra da belíssima “Hallelujah, here she comes”:

I see you’re dressed to kill
I know I can’t wait until
Hallelujah here she comes
I see you’re dressed in black
I guess I’m not coming back
Hallelujah here she comes

Born and raised on the wrong side of town
You get so high that you can’t come down

I see the road is rough
You know I’m not giving up
Hallelujah here she comes
I know where the busy goes
I know she got a ring on her toes
Hallelujah here she comes

Born and raised on the wrong side of town
You get so high that you can’t come down

I’m going higher, higher, higher
High on, high on, high on love
High on, high on, high on love 
High on, high on, high on love 
I’m gonna be there when that light’s gonna shine
I’m gonna be there when her heart is next to mine
I’m gonna be
Here she comes
Yeah here she comes

I see you’re dressed to kill
I know I can’t wait until
Hallelujah here she comes
I see you’re dressed in black
I guess I’m not coming back
Hallelujah here she comes

Born and raised in the wrong side of town
You get so high you can’t come down

I’m gonna be there
High on, high on, high on love
Gonna get high on, high on, high on love

Clique aqui para ver a tradução da letra!

A canção foi B-side de “Desire”. Ainda durante a The Joshua Tree Tour (1987) ela já estava pronta – em Paris, na França, ela apareceu como snippet durante “Bullet the Blue Sky”. Esta foi a única vez que tocaram-na ao vivo.

A história lembra um pouco o fato ocorrido com “Every Breaking Wave”. Durante a 360° tour a banda tocou a música ao vivo em algumas ocasiões – a clara diferença é que esta se tornou single. “North Star” também foi tocada na mesma turnê, mas depois disso não deu mais sinais de vida…

Quem dera se tudo que o U2 criasse o U2 lançasse…

Enfim! Vamos ao primeiro duelo!

Qual deve ser o B-side do mês que vem?

  • Salome (B-side de Even Better Than The Real Thing) (72%, 99 Votos)
  • Pop Muzik (B-side de Last Night On Earth) (28%, 39 Votos)

Total de Votos: 138

Carregando ... Carregando ...

Compartilhar notícia

  • Pedrão

    Walk to the Water, melhor b-side ever!!!

  • Eddie

    Meus b-sides favoritos são Slow Dancing (pouco conhecida, mais fantástica!), Lady With The Spinning Head, Spanish Eyes, Luminous Time (Hold On To Love) e Walk to the Water

  • Mauricio Pires

    Adoro a ‘Dancing Barefoot’, ‘Paint it Black’ e a versão de ‘Who’s Gonna Ride Your Wild Horses (Temple Bar Edit)’ que é bem diferente à do album.
    eu achava que minha colecao com mais de 200 cd/dvd/bluray/vhs era grande, quando vi a discografia aqui(www.discogs.com/artist/6520-U2?), chorei!

  • Dr. Lao

    Entre os B-sides do U2, destaco: “Love Comes Tumbling” (que tem uma cadência hipnótica) e “Bass Trap” (instrumental que transmite uma paz).

    Não sei se “Electrical Storm” e “Mercy” podem ser consideradas B-sides (propriamente ditas), mas são músicas que julgo serem especiais.

    “With a Shout” e “Tomorrow” muito provavelmente também não são consideradas B-sides, mas considero serem músicas poderosas e energicamente emotivas, embora executadas muito raramente.

    Destaco, por fim, a música “In a Lifetime”, que não se enquadra exatamente como B-side (aliás, nem é uma música do U2, mas sim uma parceria do Bono com o grupo também irlandês “Clannad”, formada por parentes da cantora Enya, que também pertenceu ao grupo durante algum tempo). Vale o registro por se tratar de uma música envolvente e etérea, com a inconfundível participação vocal de Bono no segundo trecho da música.