A história por trás da gravação de "Trip Through Your Wires" | U2 Brasil
19 de abril de 2017 · The Joshua Tree Tour 2017
A história por trás da gravação de “Trip Through Your Wires”
Postado por Thiago Dos Santos
Trip Through Your Wires

Nos estágios iniciais do que seria conhecido como The Joshua Tree, a banda estava criando várias séries de canções que deveriam combinar. Bono estava convencido que “With or Without You” não fazia sentido sem o contexto de “Luminous Times” e “Walk to the Water”. Ele se sentia de forma similar com relação a “Trip Through Your Wires” quando removida do contrabalanço de “Sweetest Thing”.

Embora o vocalista do U2 tenha defendido a ideia de uma versão dupla de The Joshua Tree que incluísse tudo, os outros integrantes ganharam na votação. “With or Without You” e “Trip Through Your Wires” fizeram parte das 11 faixas do álbum. O resto se tornou lado-b.

Então qual foi o fator definidor entre “Trip Through Your Wires” e “Sweetest Thing”? Ambas eram sobre o amor – uma sobre ser atraído, a outra sobre pedir perdão. Mas parte disso tinha a ver com a identidade musical de cada canção. Embora cada uma tenha sido baseada em estilos musicais Americanos (blues para “Wires”, R&B para “Sweetest”), a primeira tinha uma abordagem mais rústica, dura que encaixava melhor com o álbum como um todo.

“Nós definitivamente estávamos nos apaixonando pela América no sentido que, como uma banda, o punk rock era sobre estabelecer uma forma única de música que não fosse inspirada ou influenciada pela música Americana, ” disse Edge a Rolling Stone. “The Joshua Tree foi o primeiro álbum no qual nós conscientemente o iniciamos pensando, ‘Ok, nós passamos quatro álbuns pensando sobre a Europa, Irlanda, mas vamos dar uma olhada na raiz disso que inevitavelmente somos parte. ’ E todos eram americanos. Então olhamos para a música Americana. Olhamos para o blues. ”

“Trip Through Your Wires” possuía inicialmente um som um pouco mais focado no blues, como evidenciado em uma performance da versão inicial da canção em um programa da RTE em Dublin em 1986. Era crua, mas não enganosa, era uma prévia do que estava por vir para a banda. Edge toca uma guitarra rústica, metálica, enquanto Bono toca a gaita e Adam Clayton e Larry Mullen Jr. se perdem através do ritmo familiar.

Sim, o ritmo pode ser familiar, mas a maioria das palavras não eram – com a exceção da jogada de palavras que havia no gancho presente na letra. Bono exclamando sobre “sua cidade” seria substituído pela imagem do deserto que logo tornou a conexão nas canções de The Joshua Tree. Embora sua pegada blues tenha permanecido, ela seria polida sob a tutela dos coprodutores do álbum Brian Eno e Daniel Lanois.

“Eu realmente gosto dela, embora ela tenha menos melodia que as outras músicas do álbum, “ lembrou Lanois a Hot Press.

É irônico que, embora “Trip Through Your Wires” tenha ido para o álbum e “Sweetest Thing” não tenha conseguido, a última é hoje em dia uma das canções mais conhecidas da banda. “Wires” foi guardada prontamente após a turnê de 1987, enquanto “Sweetest” eventualmente ganhou nova vida em uma versão regravada que se tornou um sucesso no rádio na Irlanda, Reino Unido e, em uma proporção menos, nos E.U.A em 1999.

Fonte: diffuser.fm


Compartilhar notícia