A história por trás da gravação de "With or Without You" | U2 Brasil
16 de março de 2017 · The Joshua Tree Tour 2017
A história por trás da gravação de “With or Without You”
Postado por Thiago Dos Santos
withor

De todas as canções de “The Joshua Tree”, “With or Without You” talvez seja a mais velha, com sua origem nos tempos longínquos da The Unforgettable Fire Tour. O vocalista da banda, Bono, foi a força motriz por trás da canção, criando uma estrutura de acordes que foi gravada como uma demo pela banda no fim de 1985.

Quando as sessões para o próximo álbum do U2 realmente começaram em 1986, todos os membros da banda menos Bono estavam cansados dos sons simplistas de “With or Without You”. O guitarrista The Edge, o baixista Adam Clayton e o baterista Larry Mullen Jr. pensavam que a canção estava presa em um loop. Seguindo o conselho dos co-produtores Brian Eno e Daniel Lanois, os membros tentaram adicionar algo novo para a faixa tocando mais alto, mais forte ou adicionando toques eletrônicos. Nada parecia funcionar, então o U2 e os produtores estavam prestes a desistir da canção.

Bono foi o único que se recusava a desistir, e a canção significava muito para ele. Ele tinha escrito a letra sobre seu duplo papel como uma estrela do rock e como marido quando ele visitou o Sul da França pela primeira vez, e sentiu que estava expressando algo puro em “With or Without You”. Seu amigo, Gavin Friday, concordou e ajudou Bono a rearranjar a faixa no estúdio.

Friday estava convencido que ela poderia ser um sucesso; os outros começaram a mudar de ideia também. Eno adicionou um teclado mais curto, Clayton descobriu os sombrios tons do baixo, Mullen encontrou o lugar certo para sua bateria explodir. A maior contribuição do The Edge foi com seu uso da “Guitarra Infinita”, um instrumento que havia sido desenhado por um colaborador seu, Michael Brook. Ele enviou para Edge uma das guitarras – criada com a ideia de ser capaz de sustentar as notas infinitamente – e ele a usou em “With or Without You”.

“Para ‘With or Without You’ nós tínhamos o ritmo e os acordes então testamos a invenção do Michael Brook, a Guitarra Infinita,” disse Lanois a revista Mojo em 2008. “Eu pedi ao Edge apenas para tocar algo com ela. Ele fez duas tentativas e são elas que estão na mixagem final de ‘With or Without You’. Belos sons, estratosféricos.”

Essas lentas notas que cresciam bastante talvez sejam os sons mais distintos da canção, apesar do guitarrista ter afirmado que sua parte favorita ser o que ele faz no final da música. Qualquer guitarrista apontaria para um solo como um destaque, mas Edge gosta do gentil arranjo de acordes cintilantes que aparecem no fim da canção. Bono ficou estupefato com a adição.

“Era claro no início que aquilo era um pouco especial”, disse o cantor a Rolling Stone. “A canção toda é construída em um crescimento. Ela se abre e desce, e depois retorna. Todo mundo no local falava “Ok, Edge, vamos ver se você pode soltar fogos-de-artifício aqui.’ Três notas – controle. Estou falando de um controle psicótico, e é isso que arranca seu coração, não o refrão.”

Edge estava extremamente feliz de demonstrar aquele controle no documentário Classic Albums que focava em “The Joshua Tree”, que também inclui o vocalista da banda lembrando os fãs como “With or Without You” soava estranha para muitas pessoas no fim dos anos 80. Com um início minimalista e Bono iniciando a canção com um baixo e intenso tom, a canção não era diferente apenas dos sucessos que tocavam nas rádios, mas também das outras músicas que a banda estava gravando.

“Olhando para trás, eu consigo ver que era diferente de tudo ao seu redor,” Bono disse. “Era loucura… Algo como ‘With or Without You’, é uma canção que soa bastante estranha… ela meio que chega de forma sorrateira, e com essa linha de guitarra estranha que é tocada na Guitarra Infinita do Edge. Foi uma gravação bem incomum.”

Que acabou sendo uma escolha pouco convencional para ser o primeiro single de “The Joshua Tree”, a introdução a um novo som da banda. Não foi algo que eles levaram levemente.

“Realmente agonizamos sobre qual seria o single principal, se iríamos lançar um, e ‘With or Without You’ se tornou a escolha óbvia,” disse The Edge a revista NME, “não porquê é provavelmente a canção mais comercial do álbum mas porquê é uma que parece aliviar a transição da última coisa que fizemos até esse álbum, a mais fácil.”

Em retrospecto, acabou sendo um movimento brilhante, visto que “With or Without You” se tornou o primeiro single número 1 da banda nos EUA e Canadá (e a primeira a se sair melhor na América do Norte que no Reino Unido). A canção foi da Guitarra Infinita para a popularidade infinita, sendo coroada como uma das maiores e mais conhecidas canções do U2 e que continua sendo tocada em shows para plateias extasiadas.

Fonte: diffuser.fm


Compartilhar notícia