Interpretação: Clipe de Magnificent | U2 Brasil
7 de maio de 2009 · Interpretações
Interpretação: Clipe de Magnificent
Postado por Suderland

1. Primeiro uma informação, descobri recentemente que na tradição cristã o “cântico de Maria” (Lc 1.47-55) é chamado de “Magnificat” por causa da primeira palavra em sua redação latina. “A minha alma engrandece ao Senhor” (Lc 1.46), diz-nos o texto em português. Mas “magnificat” é a expressão latina para “engrandece”. É um cântico que exalta a grandeza de Deus, colocando o adorador como quem reconhece e exalta esta magnificência divina. A ênfase está na grandeza de Deus/Jesus. Isso explica claramente a origem do título da música “Magnificent”.

2. A dança do rapaz no clipe me lembra uma dança religiosa árabe onde a pessoa dança até entrar em transe. É uma dança de adoração ao Senhor. Ou seja, o rapaz representa o adorador.

3. A moça dançando me parece ser a representação do Espírito Santo, assim como em “Mysterious Ways”. Ou seja, o Espírito Santo, que se move por caminhos misteriosos, vai ‘retirando’ o véu* e trazendo a LUZ de Deus para as pessoas. Talvez por isso que o foco da câmera pega ‘ela’ com a luz do sol vindo de cima, como se estivesse caindo sobre nós. E observem que os movimentos dela lembram os de um maestro regendo uma orquestra sinfônica. Tanto que quando a mulher começa a gesticular harmoniosamente os véus começam a ser retirados e as pessoas vão sendo iluminadas.

4. Os panos cobrindo a cidade me lembram um elemento muito presente na Bíblia, o véu*. O Templo judaico tinha dois compartimentos. O primeiro denominava-se Santo, e o segundo, Santíssimo, que era onde o sacerdote ficava na presença de Deus. Um véu separava um do outro. Ao Santíssimo, o acesso era permitido APENAS ao sumo sacerdote. Ou Seja, esse lugar era oculto e inacessível para o povo.

Mas o Evangelho narra que quando Jesus morreu, o véu que separava o Santo do Santíssimo, se partiu de cima abaixo, significando isto que agora qualquer um teria acesso direto e irrestrito a Deus, sem precisar de nenhuma cerimônia religiosa ou sacerdote. É necessário apenas crer em Cristo. É justamente o que Paulo diz em Hebreus 10:19, 20: “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Cristo, pelo novo e vivo caminho que Ele nos consagrou pelo VÉU, isto é, pela Sua carne”.

Essa foram as minhas impressões iniciais.

Um abraço cordial,
Suderland Guimarães


Compartilhar notícia