U2BR entrevista: Giovani Prestes | U2 Brasil
11 de abril de 2012 · U2BR Entrevista
U2BR entrevista: Giovani Prestes
RômuloPostado por Rômulo

Dando seguimento em nossos especiais de 1 ano da U2 360º Tour no Brasil, hoje trazemos uma entrevista exclusiva com Giovani Prestes, que trabalhou na produção dos shows lá no Morumbi! Ele nos contará detalhes e histórias curiosas sobre esses dias mágicos. Confira a seguir:

Sobre:

Meu nome eh Giovani Police Prestes, tenho 33 anos, sou de Sorocaba, mas moro em SP há uns 15 anos.

Qual foi a sensação de trabalhar nessa mega estrutura?

A sensação de trabalhar na produção do U2 foi indescritível, pois trata-se de uma das maiores bandas de todos os tempos e, sem dúvida, com a maior estrutura de todas.

Aconteceu algum fato engraçado ou estranho durante o trabalho?

Todos os momentos foram bastante prazerosos e engraçados, pois, apesar da seriedade do trabalho, me diverti muito com os membros da equipe. Mas se teve uma situação estranha, ou não (conhecendo a humildade do Bono), foi que ele preferiu uma carro mais simples do que utilizar uma BMW X6 que lhe foi fornecida para fazer o seu transporte em SP. Ele recusou um carro de R$400 mil para utilizar um de pouco mais de R$50 mil.

Conte-nos como foi o processo de seleção e como você teve a sorte de participar da produção de um dos shows mais aguardados de 2011.

Eu fui chamado para trabalhar com eles através de um grande amigo chamado Guilherme Maranhão, que foi contratado pela T4F para ser responsável por toda logística de transporte  do grupo. Eu o conhecia, pois já havíamos trabalhados juntos no Paul McCartney e em outros eventos. Assim, ele me chamou para ser interprete e responsável pelo transporte da banda e do tour manager.

Você já era fã de U2 e isso teve relação com seu trabalho na produção ou foi um mero acaso?

Pra ser sincero, eu gostava das músicas, mas nunca fui muito fã o suficiente para comprar CD’s, etc. Mas com certeza me tornei um grande fã depois de ver a humildade e simplicidade de toda equipe.

Você teve contato direto com os integrantes da banda ou alguém próximo da produção deles? Como foram estes momentos?

Durante todo o tempo em que a banda esteve em SP, eu tive contato direto com o Bono e seus convidados, Edge e o tour manager, pois foram os membros que ficaram hospedados no hotel Hyatt.

Quais foram os momentos mais marcantes daqueles dias?

Os momentos mais marcantes foram quando saímos após o shows para se divertir. No domingo, após o segundo show fomos para o Bar Numero comemorar o aniversário do Julian Lennon (filho mais velho do John Lennon e convidado do Bono) e, após o último show, quando fomos para o Bar Secreto comemorar o final da turnê, quando,  numa festa fechada, vi o Bono cantar no karaokê junto com seus convidados, como Seu Jorge, Ronaldo (fenômeno) e outros amigos.

Se tivesse que escolher somente um momento, desde que ficou sabendo que trabalharia na produção dos shows até o último container da banda deixar o estádio, qual seria?

Se fosse para escolher um momento, eu escolheria o momento em que, dentro do Bar Secreto, estavam em uma roda Ronaldo, Bono, eu e uns amigos deles e vi que eles são pessoas “normais” como a gente.

Os profissionais envolvidos eram todos brasileiros? Como era o convívio entre vocês?

O número de profissionais envolvidos era muito grande. A grande maioria eram de estrangeiros, mas o convívio com os brasileiros foi o melhor possível. Até hoje eu tenho contato com alguns deles através do Facebook.

Muito obrigado pela entrevista, Giovani! Gostaria de acrescentar algo?

Não vejo a hora que eles voltem para o Brasil em uma nova turnê e espero que eu possa fazer parte deste verdadeiro espetáculo novamente. Obrigado.



Compartilhar notícia

  •  
  •  
avatar
  Inscrever-se  
Notificar-me de