10 curiosidades da The Joshua Tree Tour | U2 Brasil
20 de maio de 2017 · Notícias · The Joshua Tree Tour 2017
10 curiosidades da The Joshua Tree Tour
Postado por Marina
curiosjt

Bastaram apenas três shows para observarmos 10 curiosidades que devem ser apreciadas por todos os fãs durante essas caminhada no grande deserto dos 30 anos do álbum The Joshua Tree. De detalhes do telão, passando pelas músicas escolhidas e, especialmente, as projeções do telão – os vários elementos do show são essenciais à composição de seu arco narrativo e essenciais à sua compreensão e percepção.

1) O U2 atingiu a marca de maior vendedor de ingressos dessa temporada nos Estados Unidos, deixando para trás artistas pop do momento, como Ed Sheeran e Lady Gaga;

2) Além de bilheteria, o U2 quebra recordes em tamanho de estrutura de palco. A Joshua Tree que se vê no palco principal foi reportada pelo U2.com como possuindo 200 pés de altura – o que significa que são mais de 60 metros na vertical ou, para ficar mais claro, o equivalente a um prédio de 20 andares. A estrutura é, portanto, maior que a garra da 360 tour, que contava com cerca de 51 metros de altura. A tecnologia de LED do telão é a última palavra em projeção de imagens. Trata-se de um tipo de tela que nunca foi utilizado em qualquer outro palco até agora;

joshua_01_u2br_a

3) Tanta definição e qualidade do telão tem um propósito muito especial: projeções magníficas e únicas de imagens do deserto que, se não bastassem o deslumbramento causado por sua beleza, causam frisson quando descobertas como obras fotográficas de Anton Corbijn;

u2seat3

4) Além das projeções do deserto, outras estão chamando a atenção do público durante o show: um trecho de um curta-metragem francês sobre um campo de refugiados na Jordânia, antecede ‘Miss Sarajevo’; Morleigh, esposa de The Edge, figura como uma sexy cowgirl em ‘Trip Through Your Wires’ e, no final do show, uma foto de Elijah (filho de Bono) de mãos dadas com Sian (filha de Edge). Os dois jovens aparecem descalços e Sian usa um capacete militar, como Peter Rowen na capa da coletânea ‘U2 The Best Of 1980-1990’ – o que vem levantando as suspeitas de ser a divulgação da capa do próximo CD, ‘Songs of Experience’;

5) A propósito do assunto “palco”, além de gigante e de alta tecnologia, o conceito do mesmo é brilhante. O segundo palco (ou palco B) foi concebido como uma “sombra” da grande Joshua Tree do palco principal;

seatle_01_u2br

6) Donald Trump entrou, definitivamente, na pauta do U2. Durante o show, é exibida a cena de um seriado “bang-bang” dos Estados Unidos da década 50, chamado “Trackdown” em que um dos personagens, que é um trapaceiro e possui o sobrenome Trump, conclama os moradores da cidade a se protegerem construindo um muro. O ápice da exibição é quando o herói do seriado grita: “Você é um mentiroso, Trump!”

Bono tem sido claro: no primeiro show em Vancouver, ele pediu que a plateia enviasse  “uma mensagem do Canadá aos Estados Unidos” e conclamou a plateia a repetir “o poder do povo é mais forte do que pessoas no poder”.

7) A organização ONE continua sendo pauta do show. Dessa vez, através da campanha que lembra do protagonismo das mulheres na História, com o trocadilho ‘Herstory’ e com a discussão do sexismo na pobreza – a campanha que se encontra em andamento na organização. Há também vídeos da organização nesse momento;

8) Algumas das canções do álbum, em 30 anos, nunca haviam sido tocadas ao vivo. Um exemplo delas é Red Hil Mining Town, remixada por Steve Lillywhite e que ganhou instrumentos de sopro como adorno na nova versão executada no palco – é exibido o vídeo de uma banda nesse momento.

9) Além do set dedicado ao Joshua, há espaço para clássicos mais jovens da banda e canções surpresa, como ‘A Sort of Homecoming’, que não era executada desde 2001.

10) O show termina com uma nova canção: ‘The Little Things That Give You Away’ – com a exibição da foto de Elijah e Sian (v. item 4). No U2.com, a banda já afirmou que é uma reunião eloquente do passado e do futuro do U2 – o que demonstra que o Joshua Tree é uma grande transição entre a inocência dos Early Days e o estrondoso sucesso dos anos 90/2000 – a experiência. Ao que parece, a sequência histórica do grupo vai ser reproduzida como sequência das tours.


Compartilhar notícia

  • Clenio Silva

    Qual o tempo médio de duração do show dessa turnê ?

  • Carlos Eduardo Souza Vianna

    2 hs

  • Julio Rentero Junior

    Na verdade são 200 pés ( 60,96 M) na horizontal x 45 pés ( 13,716 M ) na vertical com números exatos rs, com o complemento da cenografia da arvore acima da tela de Led, a altura chega a quase 17 metros. Como a tela em é formato Widescreen o tamanho horizontal e sempre maior que o vertical!