1986: Tragédia e Sucesso
1986: Tragédia e Sucesso
07 de agosto de 2015
1986: Tragédia e Sucesso
Vetri
Newsposter e editor de vídeo do U2 Brasil

O U2 começa 1986 se realocando na mansão Danesmoate, situada ao sul de Dublin, a fim de gravarem músicas para seu próximo álbum. Esta mansão seria comprada por Adam mais tarde. Como aconteceu com as gravações do álbum anterior, "The Unforgattable Fire", a banda conta com a ajuda e experiência de Brian Eno e Daniel Lanois na produção. O ambiente do casarão é similar ao Slane Castle, local onde o U2 gravou “The Unforgattable Fire”. Os cômodos da mansão centenária são ocupados com equipamentos de sons, mesas de gravação e instrumentos. A primeira música que eles trabalham é "Heartland". Essa canção já teve seu início de trabalho durante as sessões de gravação de "The Unforgattable Fire" e só irá realmente aparecer no álbum "Rattle and Hum", dois anos depois. O andar principal da mansão é ocupado pela banda, enquanto os andares mais acima são ocupados pelos melhores amigos de Bono, Guggi e Gavin Friday, que passam o tempo pintando. As obras feitas por eles serão posteriormente exibidas em Dublin em janeiro de 1988.

Em janeiro a banda participa de um programa da TV irlandesa chamado "TV Gaga" Eles tocam três músicas, dentre elas uma versão inicial de "Trip Through Your Wires", que só seria lançada oficialmente no álbum "The Joshua Tree”, no seguinte. A banda concorda em participar do programa desde que ele nunca mais seja reprisado. No mês seguinte, algo deixaria o status da banda lá em cima, o que com certeza deixou o U2 muito feliz e as críticas negativas seriam impensáveis nesse momento. Uma pesquisa realizada pela revista Rolling Stones coloca o U2 no topo, dominando tudo e todos. A banda é nomeada "Banda do Ano de 1985", tanto pelos fãs como pela crítica. A icônica performance do grupo no Live Aid é considerada a melhor apresentação do festival, além disso, cada membro da banda vence em suas respectivas categorias "Best".

Em maio o U2 participa do Self Aid, um evento beneficente para arrecadas fundos para a criação de novos empregos, já que era crescente o número de pessoas desempregadas no país naquele momento. Quando foi anunciado no mês anterior, a banda recebeu duras críticas. A revista "In Dublin" estampa Bono em uma capa com o título: "Rock Against People: The Great Self Aid Farce (Rock Contra as Pessoas: A grande farsa do Seld Aid)". A revista chamou o U2 de hipócrita dizendo que o Self Aid só irá retirar a pressão do governo irlandês para fazer sua parte a fim de resolver a crise do desemprego. O show do U2 possui um setlist variado, com metade de músicas próprias e a outra metade de músicas covers. Durante a performance de "Bad", Bono canta um trecho da música "Candle In the Wind", de Elton John, mudando a letra a fim de responder às críticas recebidas:

"They crawled out of the woodwork / onto pages of cheaps Dublin magazines."

"Eles saíram como cupins da madeira para as revistas baratas de Dublin."

A apresentação do U2 no Self Aid foi descrita posteriormente pela revista Hot Press como "a mais sombria e furiosa de toda sua carreira". Durante a transmissão do show pela televisão e pelo rádio muitos empregos foram prometidos, os telespectadores doaram mais de 500 mil libras. No final do ano Edge falou sobre a ocasião: "Nós concordamos com o sentimento por trás do evento. Não podíamos dar as costas para isso. Era um gesto de esperança e aspirações e um pouco de respostas reais."

Em junho o U2 participa da turnê "Conspiracy of Hope", uma pequena turnê de seis shows beneficentes em nome da Anistia Internacional. O evento não queria arrecadar dinheiro, apenas comemorar os 25 anos da Anistia Internacional e aumentar a consciência dos direitos humanos. O primeiro show foi em São Francisco, nos EUA. O U2 foi o último artista a se apresentar. Depois disso, todo mundo se juntou no palco para cantar "I Shall Be Release", uma música de Bob Dylan. Outros shows foram em Los Angeles, em Denver, que não teve público presente, pois o produtor do evento local deu a entender às rádios que tudo se tratava literalmente de uma "conspiração". O quarto show seria em Atlanta. Na noite anterior, no hotel Ramada Renaissance, onde todos estavam hospedados, dois dos músicos pediram à banda local que estava tocando se poderiam pegar emprestados seus instrumentos. A banda deixou e então Bono se juntou para cantar uma música "Sweet Jane", de Lou Reed. O quinto show foi em Chicago, com direito a Bono cantando junto com a banda The Police a canção "Invisible Sun".

Durante o vôo de Chicago para Nova York, uma massiva guerra de travesseiros acontece envolvendo todos, até mesmo os comissários de bordo. Ao chegarem em Nova York, o U2 participa de um evento anti-apartheid onde Peter Gabriel e Little Steven, dentre outros artistas, estão tocando. O U2 sobe ao palco para cantar "Sun City" com Little Steven e outros artistas.

O último show da "Conspiracy of Hope" acontece no Giants Stadium, em Nova Jersey. Com duração de 11 horas, o show vai ao ar pela MTV e pela rádio Westwood One, e uma versão editada vai ao ar mais tarde pela Fox Tv. O U2 volta a tocar a música "Invisible Sun" com o The Police. No meio da canção, os membros do The Police passam seus instrumentos para o U2, uma simbólica passagem da tocha. A turnê termina com sucesso. The Edge explica o envolvimento do U2 com a "Conspiracy of Hope":

Nós temos sido partidários da Anistia faz alguns anos. Um dos fundadores da Anistia é irlandês, Sean McBride, cujo envolvimento com os direitos humanos remonta ao início da história da Irlanda – para a fundação de nosso país em 1916. Os irlandeses se envolvem bastante em campanhas pelos direitos humanos por todo o mundo. Quando começou o Live Aid, or irlandeses deram mais dinheiro per capita que qualquer outro país do mundo, cerca de 3 milhões de libras, quase que uma libra por pessoa da Irlanda. Eu acho que estamos mais conscientes, devido a nossa situação na Irlanda.  Os direitos civis em nossa região do país podiam melhorar. A Irlanda está se esforçando para se livrar de um sistema de colonização aquém do ideal. E isso é algo que a América não tem vivido muito. Eu acho que a Anistia vê a América como um território que eles ainda não abriram. De verdade, acho que o ponto de partida é fazer mais amigos.

Até agora no ano a maioria das cosias para o U2 estão acontecendo de forma positiva. Público cantando fortemente as músicas, boas críticas superando as más, presença em eventos importantes, interação com outros artistas de sucesso... Mas é em julho de 1986 que uma tragédia abala a banda, e Bono principalmente. Greg Caroll, o assistente de Bono, morre em um acidente de moto enquanto fazia uma missão para o vocalista, em Dublin. Bono iria participar do concerto Farm Aid II, no Texas. Após estar hospedado por apenas uma hora depois de sua chegada, o vocalista do U2 recebe um telefonema e fica sabendo o que houve com seu assistente e amigo. Imediatamente Bono parte no vôo mais próximo para Dublin. Toda a equipe do U2 ficou muito comovida com a tragédia. Todos comparecem em Wanganui, na Nova Zelândia, para uma série de três dias de funeral. Durante a cerimônia, Bono lê um poema e faz um curto elogio ao amigo. Mais tarde durante um jantar, Bono canta “Let it Be” e "Knockin’ On Heaven’s Door" com a ajuda de um violinista local. Depois disso, Bono e Larry visitam a igreja Ratana, onde Greg era membro. Tudo isso inspira Bono a escrever a canção "One Tree Hill", que estará presente no próximo álbum do U2.

Da Nova Zelândia Bono e sua esposa, Ali, partem para a Nicarágua para visitar a Central American Mission Partners, a CAMP - uma organização dedicada aos direitos humanos e o desenvolvimento econômico da América Latina. Ao chegarem eles se juntam com membros da CAMP e passam quase uma semana na Nicarágua. Após isso o grupo viaja para El Salvador e conhecem o grupo COMADRES, um grupo de mães que tiveram seus filhos perdidos ou mortos pelas mãos do governo. Isso vai inspirar Bono a escrever a canção "Mothers of the Dissapeared". Certo dia Bono, Ali e um dos membors da CAMP, Harold Hoyle, visitam uma cooerativa de fazendeiros a qual Bono tem apoiado financeiramente. Enquanto caminhavam na direção norte de San Salvador as tropas do governo local atiraram balas na direção deles, mas erraram propositalmente. Esse episódio será lembrado na música "Bullet the Blu Sky"

Chegando perto do final do ano, o U2 se encontra em estúdio gravando seu próximo álbum "The Joshua Tree". A banda acaba conhecendo o monstro do blues, B.B. King, durante um show do cantor. No último mês a banda chama Steve Lillywhile para remixar algumas das canções.

Notícias relacionadas
SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS


SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS
parceiros
apoio
ouça a rádio oficial
CONTRIBUA COM O NOSSO PROJETO. CLIQUE AQUI PARA SABER COMO.
© 2006-2022 U2 Brasil PROJETO GRÁFICO: NACIONE™ BRANDING Special thanks to Kurt Iswarienko and iinchicore (Photography)