Bono, Edge e Adam participam de podcast em Nova York | U2 Brasil
30 de julho de 2018 · eXPERIENCE + iNNOCENCE Tour
Bono, Edge e Adam participam de podcast em Nova York
RubensPostado por Rubens

Bono, The Edge e Adam Clayton participaram do podcast R U Talkin’ R.E.M. RE: ME?”, da dupla Scott Aukerman e Adam Scott, durante os bastidores do show no Madison Square Garden em Nova York. O podcast, previamente chamado “U Talkin’ U2 to Me?”, onde eles analisavam os álbuns da banda, agora tem o R.E.M. como assunto. Porém, eles não perderam a oportunidade de darem continuidade à entrevista que fizeram com os irlandeses em 2015. Nesta nova conversa, o trio fala sobre a narrativa do show, as canções que devem aparecer na Europa, o álbum Pop, política e o futuro do U2.

O resumo você confere a seguir:

Bono e Edge foram ao musical do Bruce Springsteen na Broadway, em que a história do cantor americano é contada pelas músicas do próprio artista. Ao serem questionados sobre esta preocupação do U2 em contar a própria história por meio das músicas e das cenas na turnê, Bono fala que é empolgante assistir ao musical do Bruce, ou até mesmo aos shows dele, porque é um cantor que muda o repertório constantemente, enquanto o próprio U2 não faz o mesmo nesta turnê principalmente, por prezar a história do show em si, mantendo quase as mesmas músicas e as histórias. O cantor irlandês ainda reflete que pode parecer arrogante alguém se interessar pela história da banda ou de alguma coisa durante um show, porque afinal de contas todos estão ali pela qualidade das músicas em si, mas confessa que a megalomania de estar numa banda os fazem pensar em contar histórias e esperarem que o público também se interesse por isso. “As histórias de Edge, Adam ou Larry são mais interessantes, mas eu tenho o microfone, então aqui estou falando da minha mãe e outras coisas, me desculpem”, brinca Bono.

Na nova turnê, eXPERIENCE + iNNOCENCE, nenhuma música do álbum The Joshua Tree está sendo executada, e ao ser questionado sobre isso, Bono concorda que é difícil não ter “o momento ‘Where Streets Have No Name’”. Contudo, ele atribui a ausência dos clássicos do lendário álbum a um novo momento nos novos shows, em que as atuais músicas se tornam mais importantes. Além disso, “City Of Blinding Lights” é vista por Bono como a substituta de “Streets” na E&I. Edge é mais enfático e diz que não sente falta de tocar as músicas do The Joshua Tree por já ter tocado o álbum na íntegra durante 2017.

Sobre as canções do novo álbum que ainda não entraram na nova turnê, Bono enfatiza que “Summer Of Love” entrará no repertório, assim como “Red Flag Day” voltará. “Há anos a gente passa as férias no Sul da França, nós temos ótimos momentos lá, e daí ultimamente você ouve histórias de pessoas em embarcações… enfermeiros, professores, pessoas arriscando as vidas para fugir desta guerra na Síria e é o mesmo mar, é logo ali. Eu não estou dizendo que isto nos impediu de nos divertir com nossas famílias, mas é como uma nuvem no horizonte, você pode sentir, é o mesmo que acontece agora nos Estados Unidos com as fronteiras. Então, ‘Summer Of Love’ está se tornando uma música importante a medida em que estamos indo com a turnê para a Europa, assim como ‘Red Flag Day’ também”, reflete Bono. Edge diz também que uma música que merece mais atenção é “Showman. Bono interrompe e conta que todos os amigos compositores da banda adoram essa canção.

Os entrevistadores falam de uma recente entrevista com Bob Geldof (fundador do Live Aid), em que conta que constantemente faz karaokê com os membros do U2. Bono responde que sim, e que todos levam muito a sério. “Pessoas que querem ser muito engraçadas em karaokês, não esteja no mesmo lugar com eles. Se você não vai se comprometer, então não participe. No momento eu estou indo mais para o soft rock dos anos 70, eu tentei ser cool e cantar ‘What’s New Pussycat do Tom Jones’, é impossível cantar”, se diverte Bono ao contar o caso. Já Edge relembra que já se divertiu cantando “Daydream Believers” do The Monkeys, principalmente na PopMart, quando é interrompido por Bono, que entrega as constantes noites de karokê de Edge durante a turnê. “Cantei ‘Macarena’ uma vez e ela é famosa de um lado da Espanha, mas estávamos numa outra parte do país, aonde eles se julgam diferentes, falam outro dialeto. Tudo foi errado”, conta o guitarrista. Edge diz que ele ficou sem saber o que fazer e tentou imaginar o que Bono faria no lugar, então ele puxou uma menina da plateia, que subiu ao palco envergonhada, cobrindo os olhos.

Ao trazer Pop para conversa, ambos são questionados se pretendem lançar algo especial do álbum, que acabara de completar 20 anos. Bono diz que Larry gostaria de fazer algo sobre o álbum, e relembra que o Pop foi algo especial para a banda naquela época. “Nós gastamos quatro meses na produção dele todo e quatro meses apenas em ‘Discotheque’, que nos convenceram ser uma obra de arte, nos dizendo que seria como algo do Abba, Bee Gees. Estávamos convencidos, então gastamos três meses na mixagem dela”, riu Bono. Os entrevistadores dizem que adoram “Discotheque e Bono, surpreso, afirma que é muito bom ouvir este tipo de comentário sobre ela. Ele ainda confessa que gostaria de tocar uma versão acústica de “Last Night On Earth” em algum momento.

Composições rasas, engraçadas e pouco sérias são trazidas à conversa, quando Bono pede para Edge contar um fato engraçado sobre Nick Rodhes, fundador e tecladista da banda britânica, Duran Duran, durante as gravações do álbum No Line On The Horizon (2009). Estávamos no processo de produção e fizemos algumas alterações, mostrei ao Nick e disse que estávamos insatisfeitos, pois as letras estavam rasas. Nick disse que eles nunca tiveram nenhum problema com isso”, riu Edge ao relembrar do caso. “You’re The Best Thing About Me” é trazida à tona como uma canção divertida, aos ouvidos dos entrevistadores, e Bono alega que eles estão tentando soar mais despretensiosos. “Tem humor nela. Nós estamos nos divertindo, isso é um ótimo começo”.

Já chegando ao final da entrevista, quando o tema muda para uma discussão sobre o futuro da humanidade, Edge reflete que este é o melhor momento de todos os tempos para se viver, principalmente ao olhar para os alcances em termos de erradicação da pobreza, ciência médica, justiça social e etc. “Parece que escorregamos ultimamente, mas eu realmente acho que, numa visão ampla, o futuro tende de ter mais passos para frente do que para trás”. Obviamente, o assunto ‘Trump’ surgiu, até mesmo por ser tratar de um podcast estadunidense, e Bono intervém. “Certamente é um momento perigoso para o país de vocês, e é um momento perigoso para a Europa também”. A ideia de Edge é contraposta por Bono, que afirma ter dúvidas sobre o futuro. “Se você olhar a história por 10 mil anos, e se há alguma evidência da evolução humana, os últimos 70 anos de nossas vidas nós vimos esta incrível evolução na direção de igualdade, justiça, direitos iguais para casamentos do mesmo sexo… isso tudo é bom. Mas parece que parou”. Bono reconhece que Edge está certo ao apontar que numa perspectiva global o mundo está melhor, mas tem receio do atual mundo ocidental, ao citar Brexit, Trump e a extrema direita em vários países da Europa.Estamos indo para períodos sombrios”.

Bono finaliza apontando as manifestações nas ruas como o melhor remédio para as atuais tomadas de decisões, classificadas por ele como “perigosas para todos”, e reafirma que ainda espera que o U2 seja útil neste processo de luta contra o retrocesso que parte do mundo enfrenta.

Na segunda parte do podcast, Adam apresenta os bastidores do show aos entrevistadores. Entre comentários aqui e ali, o ponto mais importante da conversa é quando o baixista é perguntado dos planos da banda para o ano que vem. “A intenção para o ano que vem é provavelmente darmos uma parada e se vamos ou não fazermos alguns shows extras no final do ano ainda é um talvez. E parte do talvez é quando vamos começar o próximo disco e o que vai acontecer depois disso”. Porém, ele ressalta, “Eu quero descansar”.

Ouça o podcast na íntegra abaixo:


Compartilhar notícia

  • 107
  •  
  •  

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificar-me de