Adam Clayton recebe prêmio pela MusiCares | U2 Brasil
27 de junho de 2017 · Adam · Eventos · Notícias
Adam Clayton recebe prêmio pela MusiCares
Postado por Vetri

Em um discurso franco e sincero, o baixista do U2, Adam Clayton, agradeceu seus companheiros de banda por apoiarem ele durante seu tratamento e recuperação pelo abuso de álcool anos atrás.

“Temos um pacto um com o outro”, disse Adam em seu discurso de agradecimento pelo prêmio da MusiCares, o braço de caridade da Academia Nacional de Artes de Gravação e Ciências. “Em nossa banda, ninguém será uma vítima. Todos nós chegamos em casa juntos, ou nenhum de nós volta para casa. Ninguém será deixado para trás. Obrigado por honrar essa promessa e me deixar estar na sua banda.

13th_Annual_MusiCares_MAP_Fund_Benefit_Concert_-_Show_02883

Adam foi apresentado pelo produtor britânico Chris Blackwell como alguém que “viveu o vício, saiu do outro lado, e foi corajoso o suficiente para admitir isso”. Ele terminou seu discurso citando letras que Bono escrevera quando a banda estava começando: “Se você se afastar, eu te seguirei”. Com isso, seus colegas de banda vieram se juntar a ele, e o U2 tocou sucessos como “Stuck in a Moment”, “Vertigo” e, uma bem apropriada, “I Will Follow”.

A noite no PlayStation Theatre na Times Square também contou com apresentações do rapper Michael Franti, Jack Garratt, o cantor de reggae Chronixx, Macy Gray e The Lumineers, que atualmente estão abrindo para o U2 na turnê Joshua Tree.

Subindo ao palco, o baixista brincou: “Não estou acostumado a ganhar um prêmio sozinho”.

“Eu sou alcoólatra, viciado, mas de certa forma essa doença devastadora é o que me levou para essa vida maravilhosa que eu tenho agora. Acontece que eu não poderia ter levado o meu amigo álcool nela. Em algum momento, eu tive que deixá-lo para trás e reivindicar meu total potencial”.

Ele disse que parte do motivo pelo qual ele teve dificuldade em deixar de beber era:

“Eu não pensei que você poderia estar em uma banda e não beber. É parte da nossa cultura”.

Adam ainda disse que foi Eric Clapton quem disse que ele precisava de ajuda.

“Ele não disfarçou isso. Ele disse que eu precisava mudar minha vida e que eu não me arrependeria”.

Quanto aos seus colegas de banda, Adam disse:

“Eu tive sorte, porque eu tinha três amigos que puderam ver o que estava acontecendo e que me amaram o suficiente para me livrar da minha falha. Bono, The Edge e Larry realmente me apoiaram antes e depois de eu entrar na recuperação, e estou agradecido pela amizade, compreensão e apoio”.

Adam recebeu o Prêmio Stevie Ray Vaughan por seu apoio ao Fundo MusiCares, que oferece aos músicos o acesso ao tratamento de recuperação de dependência. Chegando ao teatro, ele disse aos jornalistas que o fundo era especialmente importante, dada a atual epidemia de viciados em ópio.

“A MusiCares… realmente fornece financiamento para muitas pessoas para examinar esses tipos de coisas e encontrar uma ajuda”, disse ele.

Ele acrescentou dizendo que seus companheiros de banda o apoiam há 40 anos.

“Eu acho que eles me amaram mesmo antes de eu mesmo saber como amar a mim mesmo. Então é muito importante que eles compartilhem isso comigo.”

Fonte: Billboard


Compartilhar notícia