Bono compartilha suas últimas experiências à Q Magazine
Bono compartilha suas últimas experiências à Q Magazine
04 de julho de 2020
Bono compartilha suas últimas experiências à Q Magazine
Vocalista revelou que banda gravou uma performance de “Heartland” no Parque da Joshua Tree e que costuma ligar para programas de rádio com um nome falso.
Rubens
Newsposter e colunista do U2 Brasil

Em uma entrevista descontraída para a nova edição da revista britânica Q Magazine, Bono compartilhou suas últimas experiências.

Nós traduzimos a entrevista completa e você confere abaixo:

Qual foi a última vez que você foi para a Joshua Tree?

Alguns anos atrás nós filmamos uma cena com Anton Corbjin para o filme dele chamado "Heartland" e nós tocamos a música do U2 que se chama "Heartland" pela primeira vez ao vivo no pé de umas grandes yuccas [também conhecida como Joshua Tree]. E no filme, Patti Smith recita um poema de Allen Ginsberg, "America", enquanto a banda chega em Joshua Tree de ônibus. É um lugar mágico e místico. Eu tenho um amigo músico irlandês que me disse que teve experiências extraterrestres lá. Ele me disse que viu uma nave mãe, e ele me olhou como se eu fosse um idiota e com um olhar sério me disse “porque tinha várias naves pequenas em volta, Bono”.

Quando você teve o último encontro para beber com os amigos no Zoom?

Está sendo uma coisa irregular regular com vários amigos. Eu tive alguns encontros com eles. “Zoomed” agora é um adjetivo, assim como um verbo? Na minha experiência, estas teleconferências podem muito bem sair do controle com o coquetel certo de personalidades e... coquetéis [álcool].

Quem foi a última pessoa famosa que você ligou sem querer por sentar em cima do seu telefone acidentalmente?

Provavelmente Matt Damon. Ele passou a maior parte da quarentena em torno de Dublin. Nós tivemos vários encontros por FaceTime... alguns intencionais, outros não. Eu ouvi coisas que não deveria ter escutado... eu tenho muita informação do Damon. MUITA.

Quando foi a última vez que você viu o personagem Bono?

Para ser honesto, toda vez que me olho no espelho eu vejo um personagem do Bono. Ele não é mau, ele é vívido.

Quando foi a última vez que você se lamentou ter dito algo à Q?

Geralmente com um bom entrevistador você concorda com as questões porque você está tão interessado nas respostas como a Q, entendendo a sua motivação pode ser útil, mas na maioria das vezes você só estão montando sua barraca, colocando as mercadorias como em Camden Market... “Eu tenho a música perfeita para você, senhor?” Uma entrevista ótima na Q nunca foi um exame ou algumas horas com um inquisidor suspeito, era mais como sair com seu melhor amigo à noite e estando na manhã seguinte numa confissão com a Q como padre e garçom. O processo é emocionante, ocasionalmente estranho e se não for bom, então vergonhoso – são as coisas que você não diz que você se arrepende, certo? A Q viu e ouviu muito, mas ninguém mais do que você, Tom Doyle. Eu genuinamente achava que seu nome fosse Tom Collins nos nossos primeiros encontros e não conseguia entender porquê você tinha um nome de uma bebida.

Quando alguém te chamou pela última vez de Paul?

É um nome louco, Paul, eu sei disso. Eu aceito isso. Ocasionalmente eu sou lembrado por um velho vizinho que eu ainda sou o Paul da Cedarwood Road, número 10. Eu gosto de responder com uma referência dos Beatles: “Paul? Paul está morto”. Eu vou explicar que “Meu nome é Bono, Sir Bono, caralho, e eu sou o cantor de uma das maiores bandas de rock n’ roll do Norte de Dublin”. Isso geralmente funciona, mas às vezes um cuzão vai falar “Mas e o Aslan?”, sabendo que eu devo concordar com isso.

Quando você cozinhou pela última vez para a sua família?

Eu sou o cara que come.

Qual foi a última coisa que você maratonou na TV na quarentena?

Eu acho que "After Life", é ótimo.

Qual foi a última vez que você fingiu não ser Bono?

Eu sou conhecido por ligar em programas de rádio, fazer uma voz e dar opinião, mas isso já faz um tempo. Preciso voltar a fazer isso.

Quando você foi pela última vez para a Igreja?

Springsteen na Broadway! Um show do Richard Ashcroft ano passado foi como ir à Igreja, todo muito realmente na mesma sintonia e cantando com a música sagrada. Quando eu estou na França, eu gosto dos lugares tradicionais católicos. Se eu estou no Reino Unido, eu vou para a Catedral de São Paulo. Não perco um advento. Você está sentado lá com todas as luzes apagadas como uma Igreja do século 17 e então o coral entra carregando velas e os vocais mais extraordinários giram em torno do teto curvado. A luz, é o que estamos procurando.

Qual foi o último conselho que você recebeu?

Joe Dolan, o último grande cantor de banda, me disse “nunca deixe seus parceiros te verem mijar”, e isso foi um ótimo conselho. Ele estava do meu lado nesta hora.

Quando foi a última vez que você pediu para tirar uma foto com alguém?

Ano passado. Michelle Obama. Ela é uma superstar, ela é tudo. Também Janet Planet do Confidence Man. Ela e a banda dela estão vindo para uma galáxia perto de você.

Qual foi a última vez que você chorou de rir?

Com meus filhos. Nós somos muito sortudos por passar a quarentena juntos como uma família, todos estavam em casa. Eu digo sortudo, mas as coisas podem dar errado. Mas lágrimas e risos parecem vir juntas em nossa casa. Nós gostamos um pouco de ópera!

Quando foi a última vez que você comprou uma cópia da Q?

Eu sou assinante e leio no meu iPad. Eu vou sentir muito se acabar porque tinha tudo o que eu quero de uma revista de música, todas as coisas sérias e bobas... é o dever de casa bem feito.

Você tem alguma palavra final a dizer?

Tem uma expressão na Irlanda: “Não tem nada como a última corrida, tem sempre um outro dia, uma outra chance. Então não tem uma palavra final, há sempre o amanhã. Sempre”. Ok, uma palavra... ou são duas?... obrigado.

Você pode adquirir a edição da revista clicando aqui.

Notícias relacionadas
SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS


SIGA O U2BR NAS REDES SOCIAIS
parceiros
apoio
ouça a rádio oficial
CONTRIBUA COM O NOSSO PROJETO. CLIQUE AQUI PARA SABER COMO.
© 2006-2020 U2 Brasil PROJETO GRÁFICO: NACIONE™ BRANDING Special thanks to Kurt Iswarienko and iinchicore (Photography)